• institutodocoracao

Prevenção e Combate a Hipertensão Arterial

O Dia Nacional de Combate a Hipertensão Arterial é celebrado em 26 de abril e esta data tem como objetivo a conscientização da população sobre a importância do diagnóstico preventivo e do tratamento da doença, que acomete cerca de 35% dos brasileiros.

A hipertensão arterial ou pressão alta, é uma doença que ataca os vasos sanguíneos, coração, cérebro, olhos e pode causar paralisação dos rins.


Ela pode estar relacionada a outras doenças, por exemplo: em 80% dos casos de acidente vascular cerebral (AVC) e em 60% dos casos de infarto agudo do miocárdio (IAM).


Os Hipertensos que não têm um controle, assim como outros cardiopatas e portadores de doenças crônicas têm possibilidade de maiores complicações pela Covid-19.


O presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), Dr. Celso Amodeo, esclarece:


“Nossas orientações, sempre, são para que o paciente hipertenso não suspenda o tratamento medicamentoso por causa da Covid-19. O risco da hipertensão no indivíduo com diagnóstico positivo para o novo coronavírus se dá porque a Covid provoca uma intensa reação inflamatória que atinge diferentes territórios vasculares do organismo, vasos esses que já apresentam alterações na sua estrutura e função decorrente da hipertensão arterial não controlada, fazendo com que essa pessoa tenha mais risco de complicações”,

explica Amodeo em publicação do Portal da SBC.


Outra recomendação que para o paciente hipertenso é de não deixar de procurar seu médico para fazer os exames necessários e até mesmo o controle necessário da hipertensão.


A pandemia fez com que muitas pessoas deixassem de ir ao médico por medo de sair à rua, o que aumenta o risco de hipertensão arterial não controlada. É imprescindível que o indivíduo mantenha sua pressão controlada, evitando assim complicações mais graves em caso de Covid-19.


“Temos um problema muito grande de falta de adesão ao tratamento, por ser uma doença assintomática, o chamado inimigo silencioso, isso acarreta distúrbios, principalmente no aparelho cardiovascular, onde a incidência de infarto e de AVC é muito alta naqueles que não têm pressão controlada” reitera o presidente da SBC.


Fique de olho em alguns sintomas da Hipertensão:

  • Alteração do movimento e/ou da sensibilidade em uma parte do corpo;

  • Dificuldade de fala ou compreensão;

  • Dor de cabeça intensa e súbita;

  • Tontura ou alteração no equilíbrio;

  • Alteração da visão e/ou dificuldade para enxergar;

  • Náusea ou vômito;

  • Perda da consciência (desmaio)

Ao sentir algum desses sintomas é de extrema importância procurar ajuda médica, pois os profissionais de saúde têm um curto espaço de tempo para atuar: a cada minuto, milhões de neurônios podem ser perdidos durante um AVC.


Quanto mais cedo for iniciado o tratamento, maior é a chance de recuperação.

Essa doença, em 90% dos casos, é herdada dos pais, mas há muitos outros fatores que podem influenciar nos níveis de pressão arterial, podemos citar entre eles:

  • Fumo;

  • Consumo de bebidas alcoólicas;

  • Obesidade;

  • Estresse;

  • O Excesso de consumo de sal, comidas processadas;

  • Sedentarismo;

Entre outros fatores.


Cuide da sua saúde, procure o seu médico e faça todos os exames necessários.


https://www.portal.cardiol.br/post/hipertensos-podem-ter-mais-chances-de-complica%C3%A7%C3%B5es-pela-forma-grave-da-covid-19


Sociedade Brasileira de Cardiologia


20 visualizações0 comentário